sábado, 26 de março de 2011

Quanto custa uma Monarquia?


Olá caros amigos!
Desta vez estou aqui para destruir mais um mito acerca da Monarquia. É comum, em rodas de conversas sobre o tema, ouvir pessoas dizendo que não querem uma Monarquia para o Brasil pois não vão sustentar um Rei ou uma Família Real. Muitos não percebem que, muito mais valioso (e econômico) seria exercer o papel de um súdito/cidadão que deposita sua confiança em alguém realmente preparado para sua função, do que agir como verdadeiros bobos da corte, sustentando um regime corrupto e que nao contribui com o desenvolvimento do país.
Será que estou exagerando? Bem... vamos aos dados!

Vocês sabiam que a Monarquia mais cara do planeta é a Britânica? Sim, meus caros, ela custou (a citar como exemplo o ano de 2006) aos súditos ingleses: US$ 73.357.482,00 (73 milhões, 357 mil e 482 dólares). Isso dá US$ 1,21 per capita ao ano. Ou seja, durante um ano, cada súdito britânico contribuiu com 1 dólar e 21 cents.

Sabe quanto custou apenas a presidência e a vice-presidência da república do Brasil num período ainda mais curto de tempo (entre 01 de janeiro de 2006 até 05 de setembro do mesmo ano)? Segundo dados do site Contas Abertas , obtidos diretamente do Siafi (Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal), a função máxima do nosso Executivo custou a bagatela de US$165.012.826,00 (isso mesmo! 165 milhões 12 mil e 826 dólares), o que dá US$1,34 por brasileiro. [ATENTEM para um detalhe, no Reino Unido há aproximadamente 60,6 milhões de habitantes, enquanto no Brasil 184 milhões de pessoas).

Quer mais? Ok! A Coroa dinamarquesa custou US$ 15.650.879,00 , enquanto a sueca: US$ 23.298.425,00. Ou seja, somando os gastos dessas três Coroas europeias (2006, reitero) chegamos ao montante de US$ 112.306.786,00. Isso ainda é 32% A MENOS  do que o governo brasileiro gastou em 8 meses e 5 dias.

Além de todo o mar de corrupção que assola o país, os famosos Cartões Corporativos ajudam a fazer um rombo aos cofres públicos. Além dos maiores gastos, tapiocas e água de côco  já foram itens comprados com nosso dinheiro pelos parlamentares. Vale lembrar que este ano, o governo ainda não divulgou nada do que foi gasto desde que a nova presidente (president"A" não está correto) assumiu o governo.

Pois bem, finalizo aqui esta postagem com a seguinte mensagem: 
Temos uma outra opção! E ela custa bem menos! 

16 comentários:

  1. Você acha que a monarquia vai eliminar os poderes executivo, legislativo e o judiciário (a não ser se for um regime absolutista)? Botando um rei ou não, os caras continuarão gastando por nossa conta, se não houver conscientização não terá regime algum que salvará a pátria.

    ResponderExcluir
  2. Caro Magnos,

    Primeiramente, é um prazer tê-lo aqui na área de comentários do Blog! Vamos a alguns esclarecimentos:

    1 - Não! Eu nunca defenderia uma Monarquia Absolutista, tal qual Monarquias européias de séculos atrás ou repúblicas ditatoriais atualmente. Não é a proposta Monárquica, nem a minha;

    2 - Os três poderes continuarão a existir, na verdade, se tem acompanhado o Blog, sabes bem que haveria também um Quarto, para Moderar os outros três. Acontece que as contas e valores astronômicos que postei é referente não aos três poderes, e sim APENAS a presidencia e vice presidência da república. Eles, por si só, já gastam tudo aquilo. O primeiro ministro não gastaria nem próximo do que um presidente da república.

    3 - O sistema Monárquico que defendo nao vem para "salvar" a Pátria. Nossos problemas não são tão simples de se solucionar. Não será como uma varinha de condão e pronto! Tudo estará salvo com a Monarquia. Nao! Mas vejo a mudança de sistema como uma OPÇÃO, para toda essa tsunami moral que assola o país. Quando D. Pedro II era Imperador, corruptos nao tinham vez. Se sujassem sua vida moral, estava acabado, principalmente na política. Lembremos que é o Imperador quem deve nomear juízes e outros cargos. Ele tem a imparcialidade necessária.

    No mais, continue comentando que assim que puder colocarei o meu ponto de vista!

    Um abraço

    ResponderExcluir
  3. Numeros realmente impressionantes, como vc já me conhece, sabe q adorei a postagem!!!!!! Para mim, por trazer números (que me atraem) foi uma das melhores, se não foi a melhor!!!!

    Parabens mesmo!!!!!
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Caro Tronn,

    imaginei que você iria gostar, como te disse antes de você acessar! Trabalharei para manter seu interesse (e de possíveis outros) pelo Blog.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  5. Interessante Rodrigo, mas realmente eu penso nisso, que força teria o monarca contra a horda de corruptores do Brasil? lembro o caso do Vitor Emanuel III da Itália, que ate onde sei era um rei bom e talz, mas que teve de ceder ao proprio fascismo e nada pode fazer contra ele. Será que nosso "Dom Luiz I" não teria de se ajoelhar perante essa corja?

    ResponderExcluir
  6. Caro Anônimo, seja bem vindo.

    Vamos a algumas considerações:

    Primeiro você me pergunta que força teria o Monarca contra a horda de corruptores do Brasil. Eu te respondo que ele teria a força e o respaldo de toda a população, que se vê cansada de tudo isso. Já vi pesquisas, provavelmente você também, que quando se pergunta qual o principal problema do país, o 1º lugar é o da corrupção. E nós só conhecemos a ponta do iceberg. Hoje, na república, o povo não possui um representante direto. Se o Chefe de Governo quiser "jantar" com a sociedade, com o povo, quem irá? Ninguém, pois não temos alguém com essa investidura. Na Monarquia, o Rei representa esse povo, e ele SABE disso. Ele está livre das amarras nocivas dos partidos políticos, ele está ACIMA dele. Ele é Chefe de Estado e deve ser respeitado por isso. Como vimos, ele (ou seja, o povo) tem poderes constitucionais. Então, respondendo à sua primeira pergunta, ele teria NOSSA força contra os corruptores do Brasil. (Claro que não há como acabar com a corrupção no Brasil, não consigo ser demagógico, mas como sempre digo, vejo uma belíssima opção de melhorar).

    Sobre Vítor Emanuel III, tentarei não falar besteira, mas ao que me consta ele não teve que ceder ao fascismo. Ele apoiou tal ideologia, ele ajudou Mussolini a subir ao poder, terminou por perder espaço no governo, e quando a Itália teve várias derrotas, ele, com a ajuda de outros instrumentos políticos, destituiu o "Duce", mas sua imagem havia ficado desgastada. Os tempos eram outros, e a situação também bastante diferente. É difícil estabelecer relações desta forma.

    Se D. Luiz (I)se curvar perante essa corja, ele estará indo contra os valores que aprendeu desde cedo. Eu pergunto: uma pessoa que cresce com família estruturada, com valores éticos, com um peso de uma Tradição na Família tão grande, é possível que ele, do nada, decida ir para o lado corrupto ou ser conivente com ele? Resposta: SIM! É possível. É provável? NÃO! Não é provável! A partir do momento que ele, D. Luiz, não responder às expectativas dos seus súditos e quem sabe até ser envolvido com corrupção (o que é quase impensável, visto que ele já é sustentado pelos seus súditos e não tem "prazo" pra ficar no cargo, ou seja, roubar pq seu tempo no governo está chegando ao fim), ele poderá cair CONSTITUCIONALMENTE! Pois não está cumprindo o seu papel.

    Creio ter me prolongado muito, mas caso não estejas satisfeito com o comentário, envie-me outro, farei o possível para esclarecê-lo das vantagens de uma Monarquia para o Brasil.

    ResponderExcluir
  7. obrigado eu estava procurando respostas para um ptrabalho e encontre tudo aqui

    ResponderExcluir
  8. Caro Anônimo,

    fico muito feliz que minhas postagens o tenham ajudado! Espero que dê tudo certo. Apareça sempre por aqui!

    ResponderExcluir
  9. Thawan Stalffenberg2 de dezembro de 2012 17:54

    Olá, Rodrigo. Sou um monarquista também e por sinal esta em meu sangue. Tenho um titulo de nobreza e defendo a mornaquia não pelo meu titulo mais pelo o que ela nos trará.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Thawan,

      exatamente. Creio que a Monarquia traria muita mudança para o Brasil.

      Um abraço.

      Excluir
  10. Você poderia me mostrar essas suas fontes?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Gabriel,

      eis o link que me baseei para criar esta postagem. Ao final do texto ele lista alguns sites de onde as informações foram retiradas.

      Um abraço.
      http://www.matutando.com/lula-e-mais-caro-que-os-reis-da-europa/

      Excluir
  11. Uma pergunta de um Dinamarques

    O negócio é de não esquecer que esses três países europeus, tem um governo também, e que a monarquía nesses países, existem só por causa de tradicão e cultura. O governo dos países são aqueles que gastam o dinheiro com o público. nos anos antes da reformacão dinamarquesa em 1849, o Rei clamava impostos para ele mesmo gastar, com ele mesmo. agora a reforma da Dinamarca foi construída em plena honestidade, e eu acho que a questão de nenhuma corrupcão neste meus país, e uma pergunta de cultura, e de honestidade. depois de um reformo de liberdade.

    agora minha pergunta
    Você acha que uma monarquia, sem governo no Brasil acabaria com corrupcão? e como?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Jonathan,

      Thawan respondeu sua pergunta de forma satisfatória, ao meu ver, mas de qualquer forma, aí vai:

      a monarquia que defendemos para o Brasil não é a de um rei que desempenharia uma função de governo, e sim de Chefe de Estado. Haveria primeiro ministro e parlamento.

      A corrupção não tem como acabar em nenhum país do mundo. O ser humano é assim. Mas com o sistema monárquico de governo, os mecanismos para se diminuir a impunidade e a corrupção são melhores do que os republicanos. O Poder Moderador, por exemplo, é um instrumento interessantíssimo, que garantiria uma vontade popular sendo respeitada. (Há postagens no blog sobre o Poder Moderador, dê uma olhada).

      Quanto à função do rei ser apenas tradicional e decorativa, não é assim que funciona. Também há postagens neste blog que explica isso.

      Um abraço.

      Excluir
  12. Jonathan, eu estudei com você no Ensino médio no Cristo Rei. SOu Thawan... Em Fim... queremos uma monarquia com parlamento queremos um governo e um primeiro ministro... Agora claro que com a figura de um Rei uma pessoa honesta que é preparado para está onde está ajudaria com o acbar dessa corrupção pois o Rei iria defender o enteresse de seu povo. E vale ressaltar que o povo em 1889 queria a Monarquia e não a República hove protestos em todo o Brasil mais os militares abafaram e fizeram repreçoes politicas...

    ResponderExcluir